Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2019

Sobre a melancolia

Poderia ser sobre essa tal melancolia, acerca desse temperamento que me define em dias frios, em noites mal dormidas, em conversas enfadonhas e em casos sem finais felizes. Sobre o meio do caminho ser mais interessante que o final, sobre os finais não serem regozijantes, sobre quase não ter amigos, para não precisar se preocupar demasiadamente. Sobre não contar com o destino e ser todo o acaso.
É uma espécie de enjoo, às vezes da vida, às vezes da morte, de querer voar em céus nem tão azuis, nem tão limpos, mas profundos ao ponto de me perder voando. De cerrar os ouvidos e descobrir que nem tudo preciso ouvir. De conversar tanto, após copos e copos, depois do império caído já não ter mais assunto como tópico. De refletir sobre esse momento, um futuro tão longínquo e um presente tão deprimente e um passado no qual já não quero mais voltar.
Alguns dizem que é do signo, outros do temperamento, muitos dizem que é fase, ou afirmam ser duradouro, essa crise, se é que pode ser chamada assim, m…

O calor brasileiro

Temos uma mistura de raças e culturas distintas de todo o resto do mundo, nós que sempre fomos ensinados a servir, a dobrarmos nossas espinhas a reis, construímos com muito afinco um caráter de humildade e bondade. Somos reconhecidos em qualquer parte do mundo por nossa gentileza, bondade, malemolência e bom ânimo.
Quando se é prisioneiro, o sonho é ser livre, essa liberdade é a expressão mais verdadeira que poderá haver, a nossa em especial foi somada por uma pluralidade de crenças, línguas e sonhos. Nossa receptividade não é à toa, fomos criados assim, a reconhecer as diferenças como partes necessárias, de nós e nos outros. O brasileiro é o diplomata nato, o anfitrião maravilhoso e o amigo que qualquer estrangeiro quer ter. Somos uma nação cuja a resistência foi sempre sobre não sermos ruins e sim bons ao máximo.
Somos o resultado de liberdade adquirida e modelada, tentamos nos conhecer a cada dia como nação, estamos politicamente conturbados, mas com uma esperança que não se vai tão …

Motivo

Eu não tenho motivo pra ficar Mas também não tenho pra ir Quisera o amor me encontrar E meu destino definir
Não preciso regressar Não preciso seguir em frente Não preciso fingir te amar Como uma alma doente
Quero ficar, sem ficar Quietinho a esperar O sol intenso raiar E eu poder jurar
Jurar que não irei Mas que também não sei Falar que ficarei Jurar que errarei
Apenas nada dizer Deixar a noite cair Se quiseres vir a ter Terás que se decidir
Motivo nunca tive Não será agora que terei Teu beijo era palpite O qual jamais acertarei
Não adianta pedir Ficar não é opção Como não tenho motivo Ir também não
Sem saber o porquê Com razão ou sem Decidi não quero ser O caminho de alguém

O tempo de esperar

São incontáveis às vezes que o tempo me venceu, que os caminhos ficaram fechados, as ondas nada favoráveis e as atitudes nefastas. Nesses momentos, entendi que a espera é e sempre foi a melhor forma de lutar em tempos de atribulação, é necessário esperar o momento oportuno, a deixa para que o dardo seja lançado e com visão clara acertar o objetivo que o destino te reservou.
Independente da religião, nessas horas as pessoas se apegam ao que não podem vê, pois muitas vezes outras pessoas não podem fazer absolutamente nada, ainda que queiram, já falei antes sobre isso, mas quero lembrar que não importa o quanto seja difícil sempre haverá uma saída caso você opte por vencer. Essa sua decisão é a coisa mais importante que pode fazer quando em momentos de nuvens escuras. Se percebe que nada que você almeja caminha, sente, espere e ouça o tempo, ele dará sinais de quando você poderá prosseguir.

As pessoas ao seu redor, poderão ser luz e treva nessas circunstâncias, não fique com ódio, raiva e …

Quando você resolve viver

A sociedade e todo o seu sistema vicioso e mórbido te obriga todos os dias a pensar e repensar sobre quem você é, como está e onde chegará, mesmo que as respostas todavia sejam desmotivadoras e feitas repetidas vezes, você automaticamente se sente obrigado a responder e descobre que a felicidade que procura é utópica. O sucesso que almeja é inalcançável e o tão sonhado prestígio foge de você ao passo que pensa em tê-lo e respondê-lo.
Pode parecer uma opinião pessimista, mas não se atenha a isso, não é uma afirmação verdadeira, é apenas uma constatação que a mesma sociedade que te cobra é a qual te faz se sentir um perdedor. Se nada do que você fez até agora não foi o bastante para que a sociedade te reconhecesse como alguém importante em seu ceio, não se preocupe, isso pode não ser um problema seu, mas sim de quem te nega ser o que almeja.

Entendendo isso, você decide viver, seja por sugestão ou por auto escolha, suas atitudes são vistas como excludentes do padrão retrógrado e ineficaz,…

E essas voltas que o mundo dá?

Hoje você está aqui  Amanhã não sabe onde Se vê numa pista de esqui Depois descendo do bonde
Ama como nunca amaste Vive como nunca viveu Sente a dor de quem magoaste E suplica por um adeus
Diz sim para o novo Rejeita o velho abrigo Se alimenta de ovo E não teme o perigo
Fala bem do imprestável Ouve mazelas do amigo Afirma não ser negociável Sair cedo do esconderijo
Pede ajuda ao estranho Nega afeto ao conhecido Remete cartas ao bando E finge ter sucumbido
Dar meia volta e meia Regressa sem sentir dor Esquece que há lua cheia E que ela te deu amor
Tenta não recordar Para a dor não sentir Sabe que se for chorar Será quando partir
Aproveita ao máximo Antes da sirene tocar  Trata-se do mastro Que esqueceu de levantar
Significa que está em casa Que na cadeira se sentou Na sala secreta, covil de arma Trai a quem te

Sobre o contemplar

Quando a capacidade de contemplar se esvair, então é a hora de morrer, uma morte capaz de trazer renovação e brilho nos olhos outra vez, de a beleza ser tocante e difusora de felicidade em quem consegue vê-la. É preciso fechar os olhos, deixar que toda ansiedade se vá, junto com a tristeza a baixa autoestima e o aperto no coração.
Apenas contemplar. É esse o conselho que vale 1.000.000.000 de libras, sua vida apenas fará sentido quando descobrires que o que tens não é pagável, os olhos e a capacidade eloquente de apreciar tudo o que existe de bom no universo é uma dádiva que jamais podemos desperdiçar. Somente contemplando fazemos jus de tudo que nos é dado diariamente, cada encontro, cada despedida e cada oportunidade de acordar outra vez e fazer tudo de novo.

Que o sol não seja visto como algo que queima, que a lua não venha como frio na barriga, que as colinas não sejam altas demais para um pássaro pousar, que todos os galhos da árvore mais seca do jardim sejam tão lindos quanto á fl…

Sobre a fragilidade

Se tratando de mim, não é muito difícil eu extrair o melhor das pessoas, de me apaixonar, de sentir intensamente cada sensação recebida, tanto por eu ser pisciano quanto por eu ser adepto ao humanismo, e nesse contexto eu sempre sofro mais do que deveria quando a hora da partida chega. Essa é a minha mais acentuada fragilidade.
A distância me coloca numa situação que me faz levar dias até superar, um vazio, um certo medo e uma necessidade imensa de não abdicar de sentimentos e pessoas fazem parte do processo de cada um que escolheu viver entre partidas e chegadas. E na maioria das vezes nem se trata de relacionamento amoroso, é uma coisa mais ligada a autoestima que uma amizade pode afetar.

Ao passo que vou conhecendo algumas pessoas, o arrependimento vai chegando justamente na hora da despedida, aquele “eu poderia ter” - me aterroriza e me faz pensar que desperdicei oportunidades de compartilhar luz e sê-la em maior escala, com maior comprometimento. A minha fragilidade ocorre também q…