Amigo do mundo



Quando a vida está pesada demais, você começa a se questionar, a perguntar sobre retribuição, agradecimento e amizade. Às vezes sinto que apenas doo, esse negócio unilateral não é uma invenção sábia, o que passa na cabeça de alguém ao pensar que deve ser ajudada e bem tratada e não precisa fazer o mesmo em contrapartida?

Poderia responder dizendo que de fato ninguém tem obrigação de ser leal, além do mais quando só se tem amigos por interesses materiais e/ou intelectuais, algumas pessoas vivem nesse ciclo vicioso, nesse hábito triste de não reconhecer o melhor nos outros. Um rostinho bonito e uma conta recheada podem ser boas características para bons amigos, mas a verdade é que isso torna-se totalmente dispensável quando se sabe que na falta dessas, faltará também a amizade.

É uma crítica apenas a essas pessoas mesmo, pois me orgulho de ser amigo do mundo, de olhar com carinho, ajudar, prestar apoio e ser amigo nas horas oportunas e inoportunas. Carregar o mundo nas costas é uma tarefa que todo cidadão do mundo deve trazer para si responsabilidade. Não fazemos amigos, eles nos fazem, não construímos pontes, somos rios correntes e límpidos. Não estamos aí para esperar a devolução, o universo se encarrega disso, amigo do mundo é abraçá-lo e ter certeza que ele vai retribuir com sua magnífica luz mágica.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Achados da alma

E essas voltas que o mundo dá?

Sonhar agora, realizar amanhã talvez